Serviços | Energias Renováveis

A percepção dos problemas da energia nunca foi tão grande como nos nossos dias. Actualmente, é ponto assente que o crescimento do consumo de energia, verificado durante muitos anos, não pode continuar indefinidamente, pois existe um limite para as reservas de combustíveis fósseis. Com a crise do petróleo, chegou-se à conclusão de que é necessário poupar energia, encontrando uma alternativa viável, primeiramente para o petróleo e depois para a electricidade produzida pelo carvão e outras fontes energéticas. São, portanto, estas circunstâncias que estão a propiciar a actualidade deste tema e o retorno ao aproveitamento máximo da radiação solar.

Como utilizá-la?

Através da implementação de um:

. Sistema Fotovoltaico Autónomo;

. Sistema Fotovoltaico Hibrido;

. Sistema Fotovoltaico de autoconsumo;

Sistema Fotovoltaico Autónomo

é aquele que se encontra independente da rede eléctrica, sendo por norma utilizado em zonas onde não existe rede de distribuição.

Na adopção de um sistema deste tipo devemos dimensionar o sistema fotovoltaico em função das nossas necessidades e prever a possível ampliação do mesmo em caso de necessidade. A energia é armazenada em baterias, que será colocada á nossa disposição em função da utilização dos equipamentos.

Um sistema fotovoltaico autónomo típico é composto por grupo de painéis fotovoltaicos, controlador de carga, baterias e inversor.

Sistema Fotovoltaico Híbrido

é um sistema autónomo com possibilidade de ligação á rede de distribuição de energia, ou outra fonte de energia que a utiliza como “backup” (exemplo: gerador).

Tal como o anterior, também neste sistema se deverá ter em atenção as necessidades de consumo e a nossa intenção de independência da fonte de “backup”, dessa forma devemos dimensionar o nosso sistema, em função da sua utilização.

Neste caso a adopção de um inversor “hibrido” permite a utilização das diferentes fontes de energia, fotovoltaica-rede eléctrica ou gerador, sendo que deverá ser sempre dada prioridade á energia solar, este conversor deverá ser dimensionado em função das necessidades de consumo e do campo fotovoltaico, devendo permitir uma possível ampliação. Também neste sistema utilizamos baterias para armazenamento de energia, que será colocada á disposição de acordo com a utilização dos nossos equipamentos/electrodomésticos.

Sistema Fotovoltaico de autoconsumo

Sistema preparado para fornecer directamente energia ao local onde se encontra instalado enquanto existir luz solar, sendo a energia produzida directamente introduzida na rede e consumida pelos nossos electrodomésticos/equipamentos.

De acordo com a legislação aprovada, é possível a instalação de pequenos sistemas fotovoltaicos sem baterias, sendo a energia consumida directamente pelos nossos equipamentos/electrodomésticos, e a excedente entregue à rede da distribuidora com a qual a instalação tem contrato estabelecido para o fornecimento de energia. Estes sistemas fotovoltaicos são constituídos por painéis e inversor de ligação á rede.

E quais as soluções para água quente?

Existem, essencialmente, duas soluções:

Sistema solar térmico em termossifão, para quem necessita apenas de água quente. É a solução mais simples e barata. Trabalha sem qualquer apoio eléctrico, apenas com radiação solar. Não são necessários quaisquer acessórios como bombas de circulação, sondas ou outros.

Sistema solar de circulação forçada, para quem já possui caldeira para aquecimento central, recuperador de lareira ou queira aquecer a piscina. Nesta solução o depósito solar interno congrega o sistema de aquecimento solar com os sistemas já existentes, dando sempre prioridade ao aquecimento solar — os restantes sistemas apenas interferem quando a energia solar é insuficiente.

Orçamentos, consultadoria e + Informações

geral@ecoaldeiajanas.org

Deixe uma resposta